© 2019 Paulinho Mixaria

  • YouTube Clean
  • w-facebook
  • Instagram Clean
  • Branca Ícone Spotify
  • w-tbird

A Grande Aventura de Paulinho Mixaria

O caminho da arte tem inúmeros ritos de iniciação. Todo artista por sua natureza acredita em magia, sim. E conjura uma no coração de cada fã todas as vezes que sobe em um palco ou concebe uma nova criação. Arte é magia. Ponto final.


Uma passagem das mais importantes no mundo da arte é quando o fã vira ídolo e, por sua vez, cativa o povo assim como o seu ídolo fez um dia. O momento em que um homem tem nos seus olhos o menino que fora em tempos passados, brincando de ser quem de fato viria a ser e sonhando intensamente com o momento em que tudo isso se tornaria realidade.

 

Contextualizando, estamos falando de uma criança que dizia que queria ser palhaço. Assistia os filmes de Teixeirinha e Mazzaropi com brilho no olhar. O tempo foi passando e ele tornou-se de fato um palhaço, brilhando nos palcos. Só faltou o nariz vermelho e a lona, pois até o sapato grande faz parte do figurino. Seu ídolo máximo, assim como ele, também usava chapéu e bigode. Um baixinho que nasceu na Inglaterra e no início do século XX fazia seus filmes sendo ator, diretor e roteirista. Dizem que nas telonas fez o mundo inteiro rir sem dizer uma palavra. Em um pensamento semelhante foi dito que nosso palhaço fez, nos palcos, o Brasil inteiro rir sem dizer um PALAVRÃO.


Eis que do sonho nasce a magia: o fã prestes a virar ídolo. Em 16 de Janeiro de 2013 é dada a largada ao primeiro filme de Paulinho Mixaria. No ano em que comemorou 20 anos de carreira aconteceu o maior desafio dela.